sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

"London: 6 tendências para o inverno 2013"

As passarelas de Londres costumam ser as mais experimentais e divertidas da temporada internacional. Mas isso não significa que de lá não saim potenciais tendências que vão ganhar as ruas quando a estação chegar. A saber: ainda que as coleções fossem de inverno 2013, as cores dominaram os desfiles. A grande aposta são as saias com uma segunda camada mais curta em cima, batizadas de peplum. Abaixo, confira essa e outras propostas:

Peplum: as saias com uma segunda camada mais curta em cima, batizada de peplum, voltaram à cena com o desfile do verão 2011 da Jil Sander. No inverno 2012, Giambattista Valli colocou a modelagem na passarela em um look de saia pink + top de cashmere vermelho que foi parar no red carpet com Emma Stone. Neste inverno 2013, Burberry, Mary Katrantzou e David Koma foram algumas das marcas que investiram no efeito da saia extra. Lembrando que a silhueta conseguida com a peça não favorece as mulheres de quadril largo.

Tartan: tudo a ver com Londres, a padronagem apareceu nas passarelas da McQ, segunda marca de Alexander McQueen, Clements Ribeiro e JW Anderson, só para citar algumas.

Peles: não adianta o PETA protestar, os casacos, coletes, golas de pele continuam queridinhos do guarda-roupa fashionista, basta olhar os looks de streetstyle na porta dos desfiles e na própria passarela. A novidade para o inverno 2013 são os coloridos, não como os da Gucci e da Prada de outras estações, mas com um mix de cores, como na Moschino Cheap and Chic e na Matthew Williamson.


Bomber jacket: esqueça as bikers. O inverno 2013 será das jaquetas tipo bomber, com punhos, gola e barra de elástico, prova de que o esporte continua na moda. Quem fez: Jonathan Saunders, Mulberry e Roksanda Ilincic.


Florais: estampa certa nas temporadas de verão, as flores ganham também as passarelas deste inverno 2013. Cheias de personalidade, aparecem bordadas sobre tecido metalizado, como em Christopher Kane, ultracolorido na Erdem, em p&b e estouradas na Jonathan Saunders.

Art déco: os anos 20 dominaram as passarelas do verão 2012 com a silhueta tubular e as franjas tipo melindrosa. Em Londres, o art déco, movimento estético que surge na metade da década, pontuou a criação de diversos estilistas, que investiram em estampas gráficas e em silhuetas incrementadas em suas coleções. David Koma, Holly Futton e Peter Pilotto são alguns exemplos.

Fonte: Vogue