Ronaldo Fraga está fora do line-up do próximo SPFW. Depois de 17 anos desfilando no evento, o estilista (que sempre faz uma das apresentações mais aguardadas da temporada), decidiu pular o inverno 2012. No lugar, vai se concentrar no lançamento do seu livro Caderno de Roupas, Memórias e Croquis. O motivo, de acordo com o estilista, é repensar o sistema da moda. “Eu brinco que a moda acabou porque acredito que ela não existe mais como a conhecemos. Esse sistema comercial engessa, é angustiante e tira o brilho. Eu estou fazendo isso para justamente não perder o brilho”, explica.

O estilista garante que apesar desse “desconforto”, sua marca continua. “Eu adoraria ser como o Ferran Adrià, que passa seis meses trabahando no seu restaurante e os outros seis só viajando e pesquisando. Mas, infelizmente, não posso. Continuo sim fazendo coleções, tenho uma fábrica, lojas e um compromisso com as pessoas que trabalham comigo. Só quero usar outras mídias e explorar novas possibilidades de mostrar a moda, algo que já venho pensando há dois anos.” Seu inverno 2012, por exemplo, vai ser lançado na esteira do livro. “Onde for lançar meu livro, vou levar a coleção junto. Até porque ela é fruto do Caderno de Roupas, Memórias e Croquis“, adianta Ronaldo, que deve mostrar livro + coleção entre o fim de fevereiro e início de março de 2012.

Apesar da mudança, Ronaldo conta que continua o trabalho na organização do Minas Trend Preview. Mas não é contraditório? “Essa é uma decisão pessoal, com a minha coleção. Eu permaneço envolvido no Minas Trend, que está aberto a novidades e inclusive tem me dado espaço para discutir. Por enquanto, ainda estou tentando encontrar um jeito diferente de comercializar a moda no Brasil.”

Segundo Ronaldo, Paulo Borges foi compreensivo com a decisão. “Ele entende esse desconforto que eu tenho”, acredita. E será que esse movimento vai incentivar outros estilistas? “Olha, eu não sei dizer. Acho que cada um tem seu caminho, mas tenho certeza de que todos partilham dessa mesma angústia.” Abaixo, confira na íntegra a carta escrita por Ronaldo.

Fonte: Vogue