quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"Arte e Moda"

Conheça obras artísticas que inspiraram estilistas

São Paulo, maio de 2010 - Você já se imaginou vestindo Monet, Van Gogh, Picasso ou Wahrol? Arte e moda sempre foram parceiras de longa data. Pinturas, gravuras e esculturas serviram de inspiração para muitos estilistas, que encontraram nelas um leque de possibilidades para unir arte e estilo. O site FreakShowBusiness fez uma lista com exemplos de roupas que prestaram homenagens a grandes mestres como Mondrian, Van Gogh, Poliakoff, Monet, Wahrol, nos últimos 75 anos. Confira os 10 modelos selecionados pelo ONNE:


1. Mondrian por Saint-laurent:


Em 1965, o estilista francês Yves Saint-Laurent criou o modelito inspirado nos quadros do modernista Piet Mondrian. As peças, marco da década de 1960, tornaram-se um sucesso absoluto, conquistando um lugar de destaque em qualquer enciclopédia de moda.


2. Van Gogh por Saint-laurent:


Mais uma vez, Saint-laurent usou o mundo da pintura para realizar suas criações. Dessa vez foram os lírios e girassóis de Vincent Van Gogh, pintados no século 19, que foram parar em suas jaquetas, desenhadas em 1988.


3.Escher por McQueen:


Um dos estilistas de maior sucesso de todos os tempos, Alexander McQueen, transformou as figuras inquietantes do artista gráfico holandês M. C. Escher em alta costura. Em 2009, pouco tempo antes de suicidar-se, o estilista apresentou vestidos com estampas do quadro Metamorfose II (1939-1940), de Escher.

4. Rothko por Galliano:


Em 2007, para comemorar os 60 anos da marca Dior, o estilista John Galliano desenhou uma coleção inteira inspirada em seus artistas favoritos. Nesse caso, o quadro White Center (1950), do pintor expressionista abstrato Mark Rothko, foi o escolhido para a criação do design do vestido.


5. Monet por Galliano:


Da mesma coleção, que comemorou o aniversário da Dior, foi confeccionado este vestido com as cores da tela Vétheuil (1901), de Claude Monet.

6. Picasso por Saint-laurent:


Um dos artistas mais famosos e versáteis do mundo, Pablo Picasso serviu de inspiração para várias peças de uma das coleções de Saint-Laurent. No início do século 20, a figura do arlequim tornou-se um símbolo pessoal do pintor, que pode ser vista em muitas de suas obras e agora, também, no mundo fashion.


7. Monet por Kriemler:


As pinceladas fluidas das telas impressionistas de Claude Monet, que já tinham sido utilizadas como fonte de inspiração para Saint-Laurent, voltaram às passarelas em 2009, dessa vez na coleção criada por Albert Kriemler para a grife Akris. Esse movimento artístico, que surgiu na França no século 19 dando mais ênfase a captura da luz, natureza e movimento, deixou as roupas do estilista ainda mais vivas e cheias de charme.

8. Warhol por Hoyle:


A pop art de Andy Warhol, que inspirou toda uma geração na década de 1950, é claro, não podia ficar de fora. O movimento artístico, crítica à sociedade de consumo americana, revelou por entre as dobras de um vestido plissado de Hannah Hoyle, em 2008, a onipresente Marilyn Monroe hot pink (1967), de Wahrol.


9. Poliakoff por Saint-laurent:


O artista russo Serge Poliakoff, um dos precursores de movimentos como o Cubismo e o Neoplasticismo, com os quadros Composição Abstrata (1960) e Composição Verde, Azul e Vermelha (1965), inspirou Yves Saint-Laurent, que em 1965 transformou em roupa sua admiração pelo pintor.

10. Wesselmann por Saint-laurent:



Juntamente com Andy Warhol, Tom Wesselmann foi um dos mais proeminentes nomes da Pop Art, na década de 1960. Além disso, o pintor foi o responsável pela recuperação do nu figurativo nesse estilo artístico. Foram suas silhuetas básicas e coloridas que deram origem a vestidos, ainda mais pop, assinados por Yves Saint-Laurent.

Fonte: greatpassionforfashion