sábado, 19 de março de 2011

"That 70’s show"

Lisa Perry é uma estilista mais conhecida por retratar sua identidade própria em suas coleções juntamente com experiências de vida. Ela abriu as portas da sua cobertura em Nova York para a Elle Magazine, com uma decoração vindo da lembrança do décor de sua casa de infância, em Chicago, que tinha elementos do minimalismo japonês, e do seu grande amor pelos objetos e móveis dos anos 1960 e 70.


A Sala de Estar, tem sofá branco da marca Cappellini, almofadas pretas e brancas de Verner Panton e tela do artista Roy Lichtenstein.


O Hall, com as obras Still Life, de Tom Wesselmann, e Rosa, de Martial Raysse. O banco é uma criação de Estelle Laverne do início dos anos 1960.


Sala de Jantar: mesa de fibra de vidro rosa, original dos anos 1970, cadeiras Juli, da Cappellini, e, na parede, uma tela de Tom Wesselmann. A Saleta Do Quarto tem poltronas e pufe de couro e aço criados por William Plunkett. Na parede, fotos de William Klein e Louise Dahl Wolf. O tapete foi feito sob encomenda.


No Corredor, há uma litografia de Victor Vasarely. Na parede da frente, Baby Ruth, trabalho de Mel Ramos. Ao lado, mais uma obra de Roy Lichtenstein.


O Quarto Principal, com cadeira de acrílico e assento de couro, criados por Erwin e Estelle Laverne, e banco Tato, da marca Baleri. Cabeceira feita sob encomenda com painel de bolas de plástico. Na parede, tela de Martial Raysse. Detalhe da Cozinha: travessas, pratos, copos e talheres da década de 1960 inspirados na pop art.


O Corredor, que dá acesso ao escritório tem na parede um trabalho de Claes Oldenburg e outro do artista James Rosenquist.

Existem obras originais espalhadas pelos corredores, pelo hall e até pela cozinha – como a série de hambúrgueres de Andy Warhol. Criar esse clima pop e vibrante não foi uma tarefa fácil: Lisa teve bastante trabalho para reformar e mobiliar o apartamento para que ele transmitisse todo o universo que ela tinha em sua cabeça. Muitos móveis e tapetes foram feitos sob encomenda para a estilista. “Foi muito bom ver as minhas ideias se transformarem gradualmente em realidade. A minha casa agora tem as inspirações de uma designer que ama pop art, Pierre Cardin e Audrey Hepburn.”

Fonte: Elle Magazine